Quais os impactos dos aditivos químicos?

Por Nutricionista Oncológica Giovanna Potrick (CRN2 12350) | @nutrigiovannapotrick

Eles estão em praticamente todos os produtos industrializados e, se não fosse a presença deles, muito do que a gente compra no supermercado não duraria a metade do tempo nem teria o sabor e a aparência que gostaríamos de consumir. Sim, são os aditivos alimentares.

A classificação NOVA organiza os alimentos em quatro categorias: Alimentos in natura ou minimamente processados, Ingredientes culinários processados, Alimentos processados e Alimentos ultraprocessados. Os alimentos ultraprocessados geralmente são adicionados de corantes, aromatizantes, emulsificantes, espessantes e outros aditivos que imitam o sabor do alimento original, alteram a textura e cor do alimento, ajudam a disfarçar características indesejadas no produto final e permitem que a indústria crie produtos altamente lucrativos com ingredientes de baixo custo e longa durabilidade.

A conveniência de serem não perecíveis, prontos para consumir e hiperpalatáveis (sabor de alta intensidade) ganham vantagem sobre os outros grupos de alimentos. Uma mudança importante na nossa alimentação desde o século XX é o consumo crescente de aditivos alimentares que são incorporados em quase todos os alimentos processados e ultraprocessados. Eles estão presentes em produtos de uso diário, principalmente em pães produzidos em série, petiscos doces ou salgados embalados, refrigerantes e bebidas açucaradas, frios embutidos e comidas congeladas empanadas e pré-fritas. 

Quais os malefícios de consumir produtos com aditivos químicos? 

Estudos recentes têm demonstrado uma associação do consumo de alimentos ultraprocessados com a incidência de obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares, depressão, câncer e com a menor expectativa de vida. 

Como fugir dos aditivos químicos sem abrir mão da praticidade?

Ler o rótulo é extremamente importante para entender o que estamos consumindo e então fazer escolhas mais conscientes. Os consumidores estão mais exigentes e em busca de alternativas mais saudáveis, por isso o mercado tem oferecido diversas opções de produtos industrializados e saudáveis, também chamados de “clean label”, ou seja, rótulo limpo. Produtos clean label tem como objetivo informar com clareza e simplicidade a composição de determinado alimento. O conceito do rótulo limpo vem para entregar aos consumidores alimentos mais naturais, sem corantes, conservantes, adoçantes artificiais e focando em uma alimentação livre de transgênicos e sustentável.

Deixe um comentário

Comer intuitivo: Saúde sem dieta

Por Nutricionista Laura HofmeisterNutricionista certificada em Comer Intuitivo e criadora do Projeto Sem Dieta | @nutri.laurahofmeister De uns tempos para cá, cada vez se ouve

Leia mais »
0
    0
    Carrinho
    Seu carrinho está vazioVoltar para a loja
    Whatsapp
    Precisa de ajuda?
    Olá! Podemos te ajudar?